Visite-nos pelo Facebook Visite-nos pelo Instagram

Peru

Pertinho do Brasil, o Peru é um ótimo destino onde você encontra vestígios da civilização mais antiga da América do Sul e se delicia com a culinária local. Lima pode ser visitada o ano inteiro, mas se for à região de Cusco e Machu Picchu é melhor evitar verão, entre dezembro e fevereiro, por ser uma época que chove bastante. Para aproveitar melhor a viagem, a época ideal é entre abril e outubro.

Machu Picchu é uma das sete novas maravilhas do mundo e não é por menos: a região montanhosa é cercada por lindos vales que ficam a mais de 2 mil metros acima do nível do mar. Por isso, é importante fazer uma aclimatação de pelos menos 2 dias na região. O local ficou conhecido como cidade perdida dos incas, sendo um sítio arqueológico com mais de 500 anos de história! O tour de trem é uma das melhores opções de ir até lá, embarcando em Cusco, com um trajeto de aproximadamente 3 horas. O caminho passa por paisagens maravilhosas, entre elas o rio Urubamba e os Andes.

Cusco pode servir como base de hospedagem para quem pretende ir à cidade inca pois tem linhas de trem direto até o Pueblo mais próximo de Machu Picchu. Águas Calientes também possui bons hotéis, lojas de artesanato local e lembrancinhas e excelentes restaurantes. Quem gosta de aventura pode fazer o programa de trilhas, parando em hospedagens incríveis no caminho.

A operadora Mountain Lodges of Peru tem dois programas de trilhas a sua escolha: Salkantay e Lares. Na trilha Salkantay, trekkers mais experientes podem explorar as montanhas na companhia de guias especializados, todo dia chegando em Lodges exclusivos e inacreditáveis. Já na trilha Lares, à la carte, o viajante escolhe o nível de dificuldade da sua aventura diária (moderada a difícil, ou só um passeio cultural). O mais bacana de tudo é que a Mountain Lodges é super envolvida na comunidade em que está inserida, gerando emprego e demandas para os moradores e contribuindo para o crescimento e desenvolvimento local. Gabriele Small fez a trilha Lares a convite da Mountain Lodges of Peru e foi uma experiência modificadora: “Foi como fazer parte daquilo, foi como se eu estivesse de alguma forma aprendendo e ajudando. A energia das montanhas e a simplicidade do povo é demais!”

Também super indicamos visitar outros parques arqueológicos e vilas das redondezas. Ollantaytambo é uma região que segue o legado dos incas, com ruas de pedra, escadarias e cercada pela natureza. Já em Sacsayhuama, é possível conhecer as enormes construções erguidas sobre rochas. Outros vilarejos como Urubamba, Yucay e Pisaq também fazem parte do Vale Sagrado dos Incas, com rios, quedas d’água e campos agrícolas com a produção milenar de milho.

No quesito compras, o artesanato local é o forte e a dica é pechinchar muito antes de comprar alguma coisa. Cusco é o melhor local para comprar, com muitas lojas de roupas, acessórios e souvenires, e o Mercado de Pisaq é ótimo para encontrar tecidos e roupas de lã. A culinária peruana tem pratos tradicionais como o ceviche e a Causa limeña, prato feito de purê de batata com limão, ají e recheios variados. Tudo uma delícia!

Sem falar em Nazca, Lago Titicaca,Chicama… papo para outro post aqui no site.

 Voltar